Maia lança clipe de rap sobre legado no comando da Câmara, mas tira do ar

Com uma música "chiclete", o vídeo destaca alguns projetos e ações da sua gestão e alfineta adversários

atualizado 19/01/2021 14:09

Rafaela Felicciano/Metrópoles

A 12 dias de deixar a presidência da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), lançou, nesta terça-feira (19/1), um videoclipe do seu legado no cargo, ao som de rap. Horas depois, porém, o vídeo foi tirado ar devido à repercussão.

Com uma música “chiclete”, o vídeo começa destacando a aprovação da terceirização, a reforma trabalhista e o fim do subsídio nas taxas de juros do BNDES. Cita a reforma da Previdência, o Marco Legal do Saneamento e outras medidas no bojo da pandemia da Covid-19, como o auxílio emergencial de R$ 600 e propostas que garantiram a manutenção de emprego.

A peça diz que o parlamentar sofreu muita pressão, mas garantia a “Câmara independente” e alfineta, sem citar nomes, o presidente Jair Bolsonaro e membros negacionistas do governo. “Mesmo com alguns negando essa calamidade que não poupou milhões de vidas de nenhuma idade. Mas Rodrigo é pró-ciência e está do nosso lado”, diz.

“Você precisa conhecer o seu legado, o que Rodrigo construiu com cada deputado. Você precisa conhecer o seu legado, Rodrigo Maia, brasileiro, irmão, muito obrigado!”, destaca o refrão da peça. Assista ao clipe:

Eleição da Câmara

Maia, que preside a Câmara desde 2016, deixará o cargo no próximo dia 1° de fevereiro, quando será realizada eleição para formação da nova Mesa Diretora. Os principais adversário são Arthur Lira (PP-AL), apoiado por Bolsonaro, e Baleia Rossi (MDB-SP), aliado de Maia.

Além deles, disputam o pleito Alexandre Frota (PSDB-SP), André Janones (Avante-MG), Capitão Augusto (PL-SP), Fábio Ramalho (MDB-MG), Luiza Erundina (PSol-SP) e Marcel Van Hattem (Novo-RS).

0

 

Últimas notícias