*
 

O diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segovia, irá responder aos questionamentos do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), na próxima segunda-feira (19/2), de acordo com o gabinete do ministro. A princípio, o encontro será às 17h.

No último sábado (10), Barroso mandou intimar Segovia para esclarecimentos, após o diretor-geral da PF, em entrevista à Reuters, sugerir que as investigações contra o presidente Michel Temer sobre o Decreto dos Portos serão arquivadas. Barroso é relator do inquérito, em tramitação no Supremo.

“Tendo em vista que tal conduta, se confirmada, é manifestamente imprópria e pode, em tese, caracterizar infração administrativa e até mesmo penal, determino a intimação do Senhor Diretor da Polícia Federal, delegado Fernando Segovia, para que confirme as declarações publicadas, preste os esclarecimentos que lhe pareçam próprios e se abstenha de novas manifestações a respeito”, diz o despacho de Barroso.

Segundo Segovia, em momento algum ele disse à imprensa que o inquérito será arquivado. “Afirmei inclusive que o inquérito é conduzido pela equipe de policiais do GInqE com toda autonomia e isenção, sem interferência da Direção-Geral”, declarou o titular da PF por meio de nota.

Plantão
Na intimação feita em pleno plantão de sábado (10), Barroso ainda pediu ao Ministério Público Federal, como órgão de controle externo das atividades policiais, para tomar providências “que entender cabíveis”.

 

 

COMENTE

Michel TemerPolícia FederalSTFFernando Segóvia
comunicar erro à redação

Leia mais: Justiça