Categorias: Justiça

MPF quer suspender decreto que altera estrutura de órgão antitortura

O Ministério Público Federal (MPF) quer a imediata suspensão de alguns dos artigos do Decreto  nº 9831 – que mudou estrutura de cargos do Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura (MNPCT), retirou remuneração dos peritos e impediu ligação dos novos profissionais que venham a ser escolhidos com instituições acadêmicas e da sociedade civil, entre outras alterações.

Uma das mudanças definidas pelo decreto foi a retirada dos cargos dos peritos e da supervisão do trabalho do Ministério da Mulher, Família e dos Direitos Humanos para o Ministério da Economia. Segundo o MPF, as normas criam enormes obstáculos para o cumprimento das finalidades do MNPCT. O pedido foi enviado à 22ª Vara de Justiça Federal em Brasília na tarde desta segunda-feira (17/06/2019).

Para o MPF, tal mudança contraria a estrutura prevista em lei. “Por certo, a problemática enfrentada pelo MNPCT está longe de desafiar, primária e imediatamente, interesse de caráter econômico que justifique o remanejamento dos cargos”, comenta a procuradora regional dos direitos do cidadão, Eliana Pires Rocha.

A peça também questiona a exoneração automática dos peritos, conforme determinou o decreto. A procuradora destaca que tal medida é ilegal. “Nesse sentido, a garantia do mandato dos peritos do MNPCT é protegida por lei, como forma de assegurar a independência na sua atuação o que também não admite livre exoneração. Desta forma, o documento pede o retorno dos peritos aos seus postos e a devolução dos prazos dos mandatos remanescentes”, argumentou.

Sem salário?

O órgão quer também que seja mantida a remuneração de membros do mecanismo. O novo decreto passou a considerar a atuação dos membros do MNPCT como “serviço público relevante não remunerado”, dando caráter voluntário ao trabalho. Além da previsão legal das remunerações, a procuradora explica que o compromisso assumido pelo país de prevenir e combater a tortura ou tratamentos desumanos exige vigilância permanente. A função pública precisa ser exercida com caráter contínuo e “a remuneração constitui a contrapartida desses serviços, sob pena de exploração do trabalho”.

“A realidade do país não dispensa a continuidade dos trabalhos prestados pelas peritas e peritos do Mecanismo. O Brasil tem hoje a terceira maior população carcerária do mundo, sendo ultrapassada somente pelos Estados Unidos da América e China.”, disse. “São mais de 600 mil pessoas presas em péssimas condições carcerárias, o que gera recorrentes rebeliões e sempre com mortes”, afirmou Eliana.

Aditamento
A peça é um aditamento a uma ação civil pública protocolada em maio deste ano. Na ocasião, a procuradora Eliana Pires Rocha acionou à Justiça, cobrando a nomeação dos profissionais que foram selecionados tecnicamente pelas entidades de combate à tortura. Os indicados aguardam as nomeações desde novembro de 2018. A falta dessas designações tem prejudicado, por exemplo, a fiscalização de presídios, hospitais psiquiátricos, abrigos para idosos e qualquer outro lugar de privação de liberdade no país.

Thayná Schuquel

Gaúcha, do interior do Rio Grande do Sul (RS), veio a Brasília em busca de histórias inusitadas para narrar pelo Brasil afora. Nas horas vagas, arrisca o traço na escrita de crônicas. Estudante de jornalismo na Universidade Paulista (Unip).

Últimas notícias

Pedida de R$ 2 mi faz Palmeiras pensar em alternativas a Sampaoli

A solicitação do argentino quanto ao salário mensal fez a diretoria alviverde começar a se precaver e avaliar possíveis nomes…

2 minutos passados

Senado aprova pacote anticrime; texto vai a sanção presidencial

Projeto prevê série de medidas para endurecer legislação penal. Temas polêmicos, como excludente de ilicitude, ficaram de fora

3 minutos passados

CLDF aprova R$ 43,1 bilhões de orçamento em 2020. Falta 2º turno

Aprovada na Comissão de Orçamento e Finanças da Câmara nesta quarta, LOA recebeu 657 emendas. Projeto ainda pode sofrer mudança…

7 minutos passados

Secom diz que “não há indicativo de câncer de pele” em Bolsonaro

Assessoria contraria informação do próprio presidente de que existe uma suspeita da doença. Agenda da semana está mantida

7 minutos passados

Bolsonaro diz que visita de Fernández ao Brasil será “satisfação”

Presidente voltou a reforçar o interesse em manter boas relações comerciais com a Argentina

12 minutos passados

Gabriel Jesus faz 3 e City goleia; Atalanta surpreende e passa

O centroavante brasileiro foi decisivo para a goleada por 4 x 1, depois de sair perdendo no placar. O estreante…

18 minutos passados