“Doleiro dos doleiros” deixará prisão por risco de coronavírus

Dario Messer tem 61 anos e foi beneficiado por decisão de ministro do STJ. Ele está preso preventivamente pela Lava Jato desde julho de 2019

atualizado 07/04/2020 15:12

Com 61 anos, Dario Messer, preso preventivamente desde julho de 2019 sob a acusação de lavagem de dinheiro e evasão de divisas pela Operação Lava Jato, irá para casa por fazer parte do grupo de risco de complicações se infectado pelo novo coronavírus. Conhecido como “doleiro dos doleiros”, ele foi beneficiado por decisão do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Reynaldo Soares da Fonseca e irá para a prisão domiciliar.

Messer já havia conseguido decisão semelhante por parte do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, que havia substituído a preventiva por domiciliar porque, além da idade, ele é hipertenso e esteve em hospital recentemente. Foi no dia 26 de março, mas o Ministério Público recorreu ao STJ, ganhou, e o doleiro ficou na prisão, no Rio de Janeiro.

Na nova decisão, além de considerar a idade do réu, o ministro destacou que os crimes atribuídos a Messer não envolveram violência ou grave ameaça.

Messer é acusado de cumplicidade em vários dos crimes praticados pelo ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (MDB).

Últimas notícias