*
 

Um dos jovens condenados pela morte do médico Jaime Gold, assassinado em maio de 2015, foi liberado nesta terça-feira (15/5). O autor do crime foi solto após um mutirão do Poder Judiciário ser realizado dentro de uma das unidades do Departamento Geral de Ações Socioducativas (Degase) – na Escola João Luiz Alves, situada na Ilha do Governador (RJ). A liberação foi intermediada pela juíza titular da Vara de Execuções de Medidas Socioeducativas, Lúcia Glioche. As informações são do O Globo.

De acordo com a reportagem, o jovem que conseguiu a liberdade nunca confessou ser autor do assassinato. Em agosto de 2017, o jornal Extra informou em matéria que, desde a reclusão, ele concluiu cinco séries, além de ter passado a trabalhar na unidade prisional como técnico em informática.

O médico Jaime Gold, de 57 anos, morreu após ser esfaqueado, na noite de 19 maio de 2015. Ele estava na Lagoa Rodrigo de Freitas, situada no Rio de Janeiro, quando pelo menos dois jovens roubaram sua bicicleta. O profissional em saúde não reagiu, mas foi atacado na barriga e no braço.