Justiça diz que demissão de funcionário com HIV em GO foi discriminatória

Após ficar afastado pelo INSS, ele foi realocado de setor e, três dias depois, foi dispensado sem explicações sobre o motivo

O Tribunal Regional do Trabalho de Goiás (TRT-18) reconheceu a dispensa discriminatória de um portador do vírus HIV que trabalhava em uma pizzaria de Goiânia (GO).

Ele teve depressão após descobrir a doença e, ficou afastado pelo INSS. No retorno, ele foi realocado de setor e, três dias depois, foi dispensado sem explicações sobre o motivo.

Leia mais em Mais Goiás, parceiro do Metrópoles.