Jovens são presos enquanto vendiam arma do Exército da Venezuela

Quatro foram detidos em uma ação da Força Integrada de Combate ao Crime Organizado de Roraima, da Polícia Federal

atualizado 04/04/2021 17:24

Arma do exército da VenezuelaDivulgação/ Polícia Federal

Dois jovens venezuelanos foram presos nessa sexta-feira (2/4), em Pacaraima (RR), por comércio ilegal de arma de fogo e por corrupção de menores. Ambos tentavam vender uma arma do exército venezuelano, segundo informações divulgadas pela Polícia Federal. As informações são do portal Roraima 1.

Os jovens foram detidos em uma ação da Força Integrada de Combate ao Crime Organizado de Roraima (Ficco), coordenada pela Polícia Federal e integrada pelas polícias Civil e Militar e pelas secretarias da Justiça e Cidadania e da Segurança Pública de Roraima.

Segundo a organização, os agentes de segurança receberam a informação a respeito de um suspeito de participar da venda de armas de origem venezuelana no município.

Em rondas policiais na cidade, os agentes identificaram uma situação parecida com a denúncia. Os agentes presenciaram o momento em que um comparsa e dois adolescentes repassaram uma arma aos jovens.

Os dois maiores de 18 anos foram presos e encaminhados ao sistema prisional, onde permaneceram à disposição da Justiça. Os dois adolescentes apreendidos pela prática de ato infracional análogo ao comércio ilegal de arma de fogo foram encaminhados à Polícia Civil para providências.

Últimas notícias