Jovem relata abuso sexual em delegacia: “Fez eu passar a mão nele”

A vendedora de 23 anos foi obrigada a entrar em uma sala com o policial, que, segundo a mulher, viu fotos íntimas no celular dela

atualizado 22/09/2019 11:29

Uma jovem de 23 anos acusa um policial de assédio dentro de delegacia no Guarujá, litoral de São Paulo. Segundo a vítima, o homem acessou fotos íntimas no celular dela e a obrigou a tocá-lo. As informações são do G1.

O caso é investigado pela Corregedoria da Polícia Civil. A vendedora conta que foi à delegacia comunicar que tinha encontrado o celular, perdido até então, e queria solicitar o desbloqueio. Na ocasião, o policial pediu para ela colocar a senha.

“Ele entrou com o meu celular em uma sala, demorou alguns minutos e voltou, me chamando para entrar na sala”, contou ao site. O agente, então, teria começado a assediá-la. “Ele olhou algo pessoal sem a minha permissão. Me mostrou que olhou e começou a perguntar se eu aguentava, se queria prová-lo, fez eu passar a mão nele”, completou.

“Eu pedia o celular e ele não devolvia. Falava coisas bem absurdas. Em um dos momentos, levou a minha mão até o pênis dele e falou: ‘Olha como está duro’. Fiquei assustada”, continuou. A jovem conseguiu sair da sala e voltou à delegacia depois para registrar um boletim de ocorrência.

A Secretaria de Segurança Pública informou, por meio de nota, que a denúncia foi registrada pela Delegacia Sede do Guarujá e encaminhada à 6ª Corregedoria Auxiliar de Santos para o caso ser apurado.

Últimas notícias