*
 

Um rapaz foi barrado no show do Coldplay, ocorrido no estágio Allianz Parque, em São Paulo, na última terça-feira (7/11). O motivo, segundo Helena Vasconcellos, amiga de Gabriel, se deu pelo fato de ele ser negro, sendo evacuado pela polícia após “duas meninas brancas reclamarem que ele estava ‘na frente’ delas'”.

“Ele pagou o ingresso como todo mundo”, argumentou a amiga, em um post no Facebook. “A polícia entendeu que o negro não pertence ao show do Coldplay, mesmo tendo comprado ingresso. Gabriel apanhou, foi algemado, preso, e agora responde a Termo Circunstanciado na 1ª Delegacia de Atendimento ao Turista de São Paulo por desacato à autoridade”, disse, revoltada. E questionou: “E vocês ainda acham que não existe racismo em 2017?”.

Contudo, apesar do transtorno, o post de Helena ganhou repercussão, sensibilizando inúmeros internautas. Portanto, ela e outra amiga de Gabriel, Ana Rodrigues, iniciaram uma corrente para encontrar uma companhia aérea disposta a ajudá-lo a realizar o grande sonho de assistir ao show da sua banda preferida. Pouco tempo depois, Ana anunciou: “Por meio de Anderson Brandão Alves, piloto da Azul Linhas Aéreas Brasileiras, conseguimos emitir o bilhete de ida do Gabs pra POA”.

Gabriel, então, viajou para Porto Alegre no sábado (11/11) a fim de assistir à apresentação e, finalmente, viver esse momento único. Uma vaquinha foi feita para ajudá-lo a comprar o ingresso. A amiga, Ana, agradeceu a todos no Facebook pela solidariedade e acrescentou: “E pra quem duvidou da gente ou destilou ódio, desejo luz pra vocês pois vocês precisam!”.

Ana agradeceu o apoio no Facebook:

 

 

COMENTE

showracismoredes sociaiscorrente
comunicar erro à redação