Homem negro morto por PM durante abordagem estava desarmado

Corporação disse que foi ao local porque recebeu denúncias de que Marcos Vinícius estaria armado e ameaçando outras pessoas

atualizado 18/07/2022 21:16

Homem é morto durante abordagem da Polícia Militar em Contagem, Minas GeraisReprodução

A Polícia Militar de Minas Gerais não apreendeu nenhuma arma com Marcos Vinícius Vieira Couto, executado durante uma abordagem policial no último sábado (16/7). O homem, de 29 anos, foi morto por um militar que atirou três vezes contra ele na Vila Barraginha, em Contagem.

A corporação afirmou que o homem tinha passagens por tráfico de drogas e porte ilegal de armas.

Na versão da PM, os militares teriam sido chamados para atender a uma denúncia de ameaça e agressão vindas de um homem armado, mas ele “reagiu à prisão” e deu um tapa na direção de um dos agentes. A informação é do portal G1.

Em vídeo que circula nas redes sociais, é possível ver o momento em que o homem foi conduzido por um dos policiais para trás de um carro que estava estacionado no local.

 

 

Ministério Público irá investigar o caso

Após denúncia de testemunhas, a Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) acionou o Ministério Público e a Ouvidoria da Polícia Militar de Minas Gerais para apuração dos fatos.

O Ministério Público de Minas Gerais ficará responsável pela investigação da morte de Marcos Vinícius.

“A Comissão de Direitos Humanos (CDH) da OAB-MG acompanhará os desdobramentos, requer apuração e lamenta a morte do cidadão nesta ação policial.”

Mais lidas
Últimas notícias