Homem inventa que matou duas pessoas e mobiliza policiais e bombeiros à toa

Além de ser indiciado por noticiar falso crime, o caseiro pode ter de ressarcir o governo pelos transtornos causados

atualizado 18/09/2020 18:18

Um caseiro se entregou à Polícia Civil dizendo ter matado duas pessoas e jogado os corpos em um rio, na zona rural de Rio Verde, em Goiás. Segundo informações do G1, dias depois as investigações mostraram que ele inventou toda a história.

O rapaz confessou aos policiais que inventou a história para criar uma história de “bravura” para si mesmo. A falsa denúncia mobilizou aproximadamente 20 pessoas entre policiais civis, militares, peritos criminais e bombeiros na investigação.

“Ele contou que criminosos teriam tentado assaltar a fazenda da qual cuida e que havia trocado tiros com eles, matado dois e jogado os corpos no rio. No dia, apresentou uma espingarda que disse ter usado no crime e ficou preso por posse ilegal de arma de fogo”, contou o delegado responsável pelo caso, Danilo Fabiano.

Em seguida, o caseiro pagou uma fiança no valor de R$ 3 mil e foi solto para responder em liberdade, na última terça-feira (15/9). Danilo contou que as buscas pelos corpos foram realizadas por dois dias, até que perceberam que nenhum crime havia sido cometido no local.

A Polícia Civil apura os gastos da investigação para acrescentar ao inquérito. Além de ser indiciado por noticiar falso crime, cuja pena é de até dois anos de prisão, o caseiro pode ter de ressarcir o governo pelos desperdícios causados.

0

Últimas notícias