*
 

Após ficar quase um ano preso injustamente, o vendedor Atercino Ferreira de Lima Filho, de 51 anos, será solto nesta sexta-feira (2/3). De acordo com o Bom Dia São Paulo, o homem foi condenado a 27 anos de prisão por ter supostamente abusado sexualmente dos filhos quando eles tinham 8 e 6 anos.

A condenação aconteceu após depoimentos dos filhos Andrey e Aline. Anos depois, eles contaram terem sido obrigados a mentir acerca dos abusos para prejudicar o pai, que estava separado da mãe.

Em 2012, Andrey registrou em cartório uma escritura de declaração em que afirmava nunca ter sofrido abusos por parte do pai.

Em busca de ajuda, ele conheceu um projeto iniciado nos Estados Unidos, Innocence Project — que ajuda a tirar da cadeia pessoas presas injustamente. A partir daí, Andrey e a irmã assumiram a missão de tirar o pai da prisão. As advogadas pediram a revisão do processo e, nessa quinta-feira (1º/3), o Tribunal de Justiça de São Paulo decidiu, por unanimidade, que o vendedor é inocente.

Separação
Atercino e a mulher se separaram em 2002 e os filhos ficaram sob a guarda da mãe. Alegando maus-tratos, eles fugiram de casa. Moraram em orfanato e, quando saíram, procuraram pelo pai e começaram uma batalha para provar a inocência dele.