Homem é morto a tiros após discutir na fila de um bar no Paraná

Os disparos aconteceram do lado de fora do estabelecimento. Suspeito fugiu em um carro logo após o crime

atualizado 20/09/2021 19:19

O crime aconteceu em frente a um bar, depois de discussão em fila do caixaReprodução

Um homem, de 31 anos, foi morto quando deixava um bar em Londrina, município no norte do Paraná, na noite de domingo (19/9). O suspeito do crime fugiu e ainda não foi encontrado.

A vítima, identificada por Charleston Leandro Amaro, foi achada morta por volta das 23h30, ao lado do Escritório Bar. A polícia informou que ele foi atingido por vários disparos no momento em que deixava o local, após discutir com o suspeito na fila do caixa.

De acordo com o G1, o tenente Bruno Franceschet relatou que, “segundo testemunhas, o suspeito do crime passou na frente da vítima na fila do caixa, houve uma discussão, e do lado de fora do bar o homem pegou uma arma de fogo que estava no carro e atirou”.

Uma testemunha também relatou que, após a discussão, os dois homens pagaram as comandas no caixa do bar e saíram. Momento depois, quando eles já estavam do lado de fora do estabelecimento, os disparos aconteceram. “Os ânimos se acalmaram dentro do bar, mas o que atirou saiu dizendo que eles se acertariam do lado de fora”, contou ela.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para socorrer a vítima, mas conseguiu somente constatar a morte do homem. Ele teve ferimentos no rosto e no tórax.

Imagens da noite do crime, obtidas pela polícia, mostram Charleston caído no asfalto e várias pessoas desesperadas perto da cena. Também é possível ver o suspeito de ter atirado entrando em um carro branco e fugindo.

O Escritório Bar reforçou que os disparos aconteceram do lado de fora do estabelecimento, quando os dois clientes deixavam o local. No bar, a discussão foi apaziguada pelos seguranças.

A Polícia Militar informou que a vítima tinha um mandado de prisão em aberto por tráfico de drogas. A polícia busca entender se isso está ou não relacionado ao assassinato. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios.

Últimas notícias