*
 

Um homem foi baleado pela polícia e impedido de continuar esfaqueando a própria filha, de 2 anos, em Rondonópolis (MT) na última segunda-feira (13/11).

De acordo com o Extra, a criança levou uma facada nas costas. Mas, com a intervenção do tiro disparado por um policial civil, o acusado acabou preso. Duas facas e um canivete foram apreendidos com o suspeito.

O homem estava mantendo uma família como refém. Além da menina que foi ferida, outras duas crianças, de 4 e 6 anos, e a mãe delas, ex-mulher do criminoso, estavam no carro. De acordo com o boletim de ocorrência, ele havia dito para a ex que queria encontrá-la.

No local combinado, obrigou todos a entrarem no veículo. Dois investigadores passavam pelo local, desconfiaram da situação e pediram para o homem parar. Ele, então, jogou o carro contra a viatura, fugiu em alta velocidade e acabou batendo em um automóvel parado.

Os agentes chegaram a flagrar o homem desferindo golpes de faca na ex. Ao perceber a presença da polícia, ele pegou a criança de 2 anos e pôs a arma nas costas dela. Mesmo com os apelos dos investigadores, o homem continuou ameaçando a menina, que sofreu um corte. Foi nesse momento que o tiro foi efetuado.

Ainda não há informações sobre o estado de saúde da mulher e da criança. Os nomes não foram divulgados para proteger os envolvidos. O agressor foi autuado por tentativa de homicídio e já havia sido condenado por estupro majorado (contra filho ou enteado) por um crime cometido em 2007.

 

 

COMENTE

facadafamíliamato grossofaca
comunicar erro à redação

Leia mais: brasil