Homem dado como desaparecido nos escombros de prédio estava em MG

Com a confirmação, o Corpo de Bombeiros paulista busca seis pessoas, oficialmente, que estariam soterradas sob o entulho do edifício

NELSON ANTOINE/ESTADÃO CONTEÚDONELSON ANTOINE/ESTADÃO CONTEÚDO

atualizado 09/05/2018 17:28

Um homem que constava na lista de desaparecidos nos escombros do prédio Wilton Paes de Almeida, no Largo do Paiçandu (SP), foi encontrado vivo, nesta quarta-feira (9/5). Ele estava em uma cidade na região metropolitana de Belo Horizonte (MG).

A família informou à polícia que Artur Hector de Paula, de 46 anos, está em Minas. A tia dele, Irani de Paula, havia registrado na segunda-feira (7) um boletim de ocorrência para informar o desaparecimento dele.

Com a confirmação de que Artur está vivo, o Corpo de Bombeiros paulista busca agora, oficialmente, seis pessoas. Elas permanecem desaparecidas e as equipes de resgates concentram as buscas nos escombros do edifício que desabou após um incêndio na madrugada de 1º de maio.

São elas: Francisco Dantas, de 56 anos; Selma Almeida da Silva, 41, e os filhos gêmeos de 9 anos Werder e Wendel, além do casal Eva Barbosa Lima, 42, e Walmir Souza Santos, 47.

Na última sexta-feira (4), os bombeiros encontraram a primeira vítima, identificada como Ricardo Oliveira Galvão, de 39 anos. O resgate de Ricardo foi impossibilitado por uma questão de segundos. Ele já estava amarrado a equipamentos de segurança, pronto para ser içado ao edifício vizinho ao Wilton Paes de Almeida, quando o prédio desabou.

Últimas notícias