Governo de SP vai instituir ensino de tempo integral em mais 171 escolas

Com isso, rede de ensino de tempo integral deverá atingir 2029 escolas em 2022; atualmente, rede atende 448 mil alunos

atualizado 08/10/2021 22:02

Fábio Vieira/Metrópoles

São Paulo – O governo de São Paulo anunciou, nesta sexta-feira (8/10), que vai expandir o Programa de Ensino Integral para mais 171 escolas. Com isso, a ação vai chegar a 2.2029 escolas, com mais de 1 milhão de vagas.

As 171 novas escolas estão em 103 municípios, dos quais 31 vão ter ensino integral pela primeira vez. Em julho, o governo havia anunciado a ampliação do programa para 778 unidades de ensino. Atualmente, são 448 mil estudantes atendidos em 1.077 instituições de 308 cidades.

O anúncio foi feito pelo governador João Doria (PSDB) e pelo secretário estadual de Educação, Rossieli Soares, que destacaram que São Paulo é o estado com o “maior número de escolas de tempo integral em todo o Brasil”.

0

Soares disse, em coletiva de imprensa, que não será necessário ampliar muito o quadro de professores para essas escolas, mas que no ano que vem já está prevista uma contratação de cerca de 10.500 professores na rede estadual. Entretanto, explicou que algumas unidades de ensino precisarão de obras, como a instalação de laboratórios, salas de computadores e espaços culturais, para adotarem o currículo mais amplo que o ensino integral exige.

Com o anúncio, a partir de 2022, de acordo com o secretário de Educação, serão 261 escolas de ensino integral do Fundamental I (1° ao 5°ano), 1.563 do Fundamental II (6° ao 9°ano) e 1.570 de ensino médio.

Últimas notícias