Golpista fingia ser governador para enganar mulheres na internet

O suspeito procurava senhoras com idade mais avançada e vulneráveis para pedir dinheiro. O caso aconteceu no Acre

atualizado 09/04/2020 16:44

Um servidor da área de saúde do município de Cruzeiro do Sul, no Acre, foi preso nesta quinta-feira (09/04) suspeito de cometer um crime ousado: segundo a Polícia Civil, ele se passava pelo governador do estado, Gladson Cameli, nas redes sociais para  aplicar golpes.

O alvo preferencial do golpista eram mulheres com poucas habilidades na internet, geralmente idosas. Ele fazia contato com elas e, em seguida, pedia dinheiro. As informações são do G1.

O delegado Alexnaldo Batista, que investiga o caso, afirma que o fato do suspeito estar em Cruzeiro do Sul, onde nasceu o governador, fez com que ele soubesse muita coisa sobre Cameli, como nomes de familiares e amigos, e isso facilitava na hora de aplicar o golpe.

“Ele agia como um Don Juan mesmo, galanteava as senhoras, sempre pessoas com certa idade, mulheres mais velhas, e fazia pedidos. Dava desculpas simples, como o cartão estar bloqueado, dizia que não podia sacar naquele momento e que mais tarde devolvia. Ele alegava um problema financeiro de momento e depois desaparecia”, afirmou o delegado.

O estelionatário confessou o crime e disse, inclusive, que havia apagado o perfil porque desconfiava que estava sendo investigado. A polícia diz que ao menos duas vítimas foram identificadas, mas acredita que o número pode ser bem maior.

A porta-voz do governo, Mirla Miranda, afirmou que o governador não vai falar sobre o caso e limitou-se a informar apenas que as investigações ocorrem há muito tempo.

Últimas notícias