*
 

A Justiça do Paraná determinou o bloqueio das contas da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) para garantir o pagamento de uma indenização de R$ 162.199,53 ao secretário de Saúde do estado, Michele Caputo Neto. O valor é resultado de uma ação movida em 2008 contra a parlamentar por causa de um comentário no blog pessoal dela. A informação é da revista Veja.

Segundo a reportagem, o texto no blog acusava Caputo de ser o “maior operador de sacanagem do PSDB do Paraná”. Em 2009, a 8ª Vara Cível acatou a ação e condenou Gleisi a pagar R$ 5 mil por danos morais e ato difamatório na internet.

Após a sentença, informa a Veja, a petista recorreu na Justiça de Curitiba, que reformou a pena e aumentou a indenização para R$ 50 mil. Gleisi apelou a instâncias superiores até chegar ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). Em 2016, a Corte condenou a senadora a pagar o valor de R$ 50 mil com juros e as devidas correções. O cálculo de março de 2017 ficou em R$ 162.199,53.

A assessoria de imprensa da senadora afirmou à reportagem que o comentário foi feito por terceiros. “Infelizmente, essa ação foi perdida porque a representação jurídica, à época, não interpôs recurso no prazo. E foi movida não por causa de alguma manifestação da parte de Gleisi Hoffmann, mas por conta de comentário de terceiros, postado na rede social dela. Hoje, toda a jurisprudência define que comentários de terceiros não geram dever de indenização por titulares dos perfis em redes sociais” afirma em nota.

 

 

COMENTE

Gleisi Hoffmannjustiça do Paranábloqueio de contas de senadora
comunicar erro à redação

Leia mais: Brasil