Gerentes de banco no RJ desviam R$ 8 milhões de cliente morto

Ex-funcionário do banco foi preso por polícia do Rio. Dois gerentes também são acusados de participação em crime

atualizado 05/08/2021 21:39

Rafael de Souza Ferreira, ex-gerente de banco acusado de dar golpe de R$ 8 milhõesReprodução

Rio de Janeiro – Agentes da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) prenderam, nesta quinta-feira (5/8), o ex-gerente de banco Rafael de Souza Ferreira, acusado de sacar mais de R$ 8 milhões da previdência privada de um cliente falecido. O suspeito tem mandado de prisão expedido pela 27ª Vara Criminal.

Segundo as investigações da polícia, Rafael e outros dois gerentes da instituição transferiram o dinheiro para contas pessoais de suas mulheres através de cheques administrativos.

A fraude foi detectada pelo mecanismo de segurança do banco, que acionou a polícia. Com medo de ser preso, Rafael teria procurado a viúva do cliente para assinar documento no qual ela declararia que o marido tinha o desejo de doar a quantia aos envolvidos no crime.

Como a vítima negou o pedido, ela e seu advogado foram ameaçados. Os acusados acabaram denunciados à Justiça.

Todos os demais envolvidos nos crimes foram denunciados pela prática de furto duplamente qualificado, associação criminosa e lavagem de capitais, inclusive com pedido de sequestro de bens. O Metrópoles ainda não conseguiu localizar a defesa do acusado.

Últimas notícias