Filho de vereadora é preso suspeito de envolvimento na morte da mãe

Roseli Aparecida foi assassinada no município de Bom Jesus de Goiás em dezembro de 2018. O marido dela e outros 4 homens já estavam presos

Divulgação/ Polícia CivilDivulgação/ Polícia Civil

atualizado 12/04/2019 20:03

Nesta sexta-feira (12/4), a Polícia Civil prendeu o pecuarista Daiton Rodrigues Oliveira Rocha, suspeito de participar do assassinato da mãe e ex-vereadora, Roseli Aparecida de Oliveira (DEM), em Bom Jesus de Goiás. As informações são do G1.

Roseli foi assassinada em dezembro de 2018, e o ex-marido dela, pai de Daiton, Vilmar Rodrigues da Rocha, com outros quatro homens já estavam presos pela suspeita do crime.

O processo que gerou a prisão de Daiton, segundo a polícia, é o que apura a autoria e materialidade do assassinato da vereadora. Ele foi preso no momento em que chegava na sua casa.

Em outra ocasião, o advogado do acusado, João Batista Rodrigues, afirmou que o cliente não tem envolvimento na morte da mãe. “O promotor o denunciou sem nenhuma prova. Não existe uma única prova que possa ligá-lo ao fato. Esse menino está sofrendo muito”, disse.

Novos elementos
O delegado Rogério Moreira disse que “surgiram novos elementos de que Daiton estaria ameaçando o padrasto, no curso do processo, motivo pelo qual o Ministério Público requereu novamente a prisão preventiva do suspeito e, com base nesses novos elementos, a Justiça decretou sua prisão preventiva”.

Últimas notícias