Família luta para ter de volta benefício pago a criança com autismo no RJ

Davi, de 5 anos, possui o diagnóstico de autismo e de hiperatividade

atualizado 04/02/2021 9:43

Rio de Janeiro – “Fui no banco no dia 23 de dezembro. Chegando lá, eu vi que a conta do meu filho tinha 11 centavos. Aguardei até o dia 28 para ver se o dinheiro iria cair e não caiu. Esse dinheiro serve para alimentar o meu filho”, contou Aledio José Assis Jana, de 45 anos, pai do pequeno Davi Gomes de Assis Jana, de 8 anos.

Davi possui o diagnóstico do autismo e de hiperatividade e, desde 2015, recebe o benefício Benefício de Prestação Continuada ou Benefício Assistencial à Pessoa com Deficiência (BPC) da Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS) do INSS, no entanto, sem justificativa, segundo a família do menor, o benefício foi cortado no fim do ano passado.

Confira mais informações no site O São Gonçalo, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias