Família de idosa morta ao desembarcar de voo quer indenização

A filha comprou as passagens e pediu serviço de acompanhamento, mas disse que na volta não foi atendido

Rafael Neddermeyer/ Fotos PúblicasRafael Neddermeyer/ Fotos Públicas

atualizado 13/02/2020 17:03

A aposentada Lucy Abreu Campos, 87, que caiu da escada no momento do desembarque de um voo da Gol no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, morreu no último dia 27. A família da idosa e companhia travam uma batalha judicial para que a companhia arque com os custos do tratamento de Lucy.

Segundo o processo, ao comprar os bilhetes, a filha da idosa, Andrea Campos, contratou o serviço de acompanhamento da companhia para a passageira, na ida e na volta. No último trecho da viagem, o serviço não teria sido prestado.

Leia a reportagem completa no Mais Goiás, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias