*
 

Um auxiliar do laboratório de análises clínicas do Hospital Universitário de Santa Maria (RS) é acusado de se passar por ginecologista e abusar sexualmente de mulheres que o procuravam. Nesta terça-feira (27/9), a Justiça aceitou a denúncia do Ministério Público Federal e o homem virou réu em um processo que apura os abusos sexuais.

Enquanto era servidor do laboratório, o homem, que não teve o nome divulgado, teria abusado de, pelo menos, seis mulheres grávidas. Os crimes, segundo o MPF, teriam ocorrido no local entre 17 e 19 de junho de 2015, como informa o Estadão. O suspeito disse à polícia, na época, que estava fazendo uma pesquisa de mestrado na área. No entanto, não foram encontradas provas.

O Hospital Universitário de Santa Maria afastou o homem das funções e abriu um processo disciplinar para apurar a conduta. O funcionário pode ser exonerado.

 

 

COMENTE

estupro
comunicar erro à redação

Leia mais: Brasil