Exame/Ideia: Lula tem 40% das intenções de voto. Bolsonaro, 29%

A diferença entre Lula e Bolsonaro caiu de 15 pontos percentuais para 11 em um mês, mostra pesquisa Exame/Ideia

atualizado 24/03/2022 11:59

Lula e Bolsonaro: distância entre os dois é de 11% nas intenções de voto do primeiro turnoReeprodução

Nova pesquisa realizada pela revista Exame em parceria com o Ideia (instituto especializado em opinião pública) mostra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com 40% das intenções de voto, e o presidente Jair Bolsonaro (PL), com 29%. Ciro Gomes (PDT) e Sergio Moro (Podemos) aparecem empatados em 3°, com 9% cada. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

No levantamento espontâneo, a diferença entre Lula e Bolsonaro é menor: 34,6% e 25%, respectivamente. Depois, aparecem Ciro (4%), Moro (4%), Eduardo Leite (1%), André Janones (0,3%), João Doria (0,1%) e Aldo Rebelo (0,1%).

A pesquisa foi realizada por telefone de 18 a 23 de março e ouviu 1.500 pessoas. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-04244/2022.

0

A diferença entre Lula e Bolsonaro caiu de 15 pontos percentuais para 11 em um mês no levantamento estimulado. O fundador do Ideia, Maurício Moura, avalia, porém, que os dados apontam uma tendência de estagnação de votos.

“É importante ficarmos atentos à melhora de indicadores do presidente Jair Bolsonaro. Alguns, obviamente, estão relacionados ao aumento da popularidade, de aprovação do governo. Porém, há outras evoluções positivas, de intenção de voto, principalmente estimulada, que estão mais alinhadas com uma maior acomodação dos antipetistas na candidatura do Bolsonaro, que não enxergam nas outras alternativas um potencial de vencer o PT no segundo turno”, diz.

Em relação à renda do eleitor, 40% do grupo que recebe entre 3 e 6 salários mínimos votaria em Bolsonaro, que perde para Lula em todas as outras faixas. Na parcela mais pobre do eleitorado, que ganha até um salário mínimo, é onde está a maior diferença entre os dois, neste caso em favor do ex-presidente: 46% contra 19%. No que diz respeito ao favoritismo por região, Bolsonaro lidera os votos apenas no Centro-Oeste(38% a 33%).

Em pesquisas espontâneas (onde os candidatos não são apresentados previamente aos entrevistados), Lula e Bolsonaro somam quase 60% das intenções de voto. “É algo muito substancial que mostra não só o grau de polarização, como a pouca janela que as campanhas vão ter para convencer potenciais eleitores”, afirma Maurício Moura.

Mais lidas
Últimas notícias