Ex-funcionária cita agressões de Dr. Jairinho a filho de ex-namorada

Segundo relato, foram quatro episódios em que o filho de uma ex-namorada do vereador teria sido agredido

atualizado 16/04/2021 21:02

prisao jairinho e mãe do henry Monique Medeiros durante prisão 4Reprodução/TV Globo

Rio de Janeiro – Uma ex-funcionária da família de uma ex-namorada do vereador e médico Jairo Souza Santos Junior, o Dr. Jairinho (sem partido), relatou à TV Globo que em ao menos quatro ocasiões o filho de uma ex-namorada dele foi agredido pelo parlamentar. Padrasto de Henry Borel, de 4 anos, Jairinho e Monique Medeiros, mãe do garoto, estão presos acusados de envolvimento na morte do menino, no último dia 8 de março.

“Quando eu fui olhar, ele estava com algumas manchinhas roxas na perninha, na altura da perninha e na altura da bacia. Aí, eu passei a observar e notei que ele começou a ficar muito triste. Ele era uma criança muito alegre, notei que ele começou a ficar muito triste, muito triste”, contou Valéria Batalha, que foi funcionária de Jairinho em uma casa de veraneio, em entrevista à emissora.

Henry morreu no dia 8 de março, ao dar entrada em um hospital da Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. Segundo o pai do garotinho, Leniel Borel, ele e o filho passaram, normalmente, o fim de semana juntos. Por volta das 19h do dia 7, o engenheiro o levou de volta para a casa da mãe do menino, Monique.

Na madrugada do dia 8 de março, o menino chegou morto ao hospital. Segundo a polícia, Jairinho e Monique serão indiciados por homicídio qualificado e tortura.

0

Últimas notícias