Emocionada, mãe de Boechat destaca simplicidade do filho

"Tenho muito orgulho do homem que foi meu filho; um homem honesto, correto e sincero", disse dona Mercedes

TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO CONTEÚDOTIAGO QUEIROZ/ESTADÃO CONTEÚDO

atualizado 13/02/2019 9:53

Mercedes Carrascal, 86 anos, mãe do jornalista Ricardo Boechat, 66, morto nessa segunda-feira (11/2) em um acidente de helicóptero em São Paulo, se emocionou bastante no velório do filho. A matriarca disse ter muito orgulho dele, principalmente por causa da honestidade e da simplicidade do profissional. Dona Mercedes ressaltou que uma das maiores qualidades de Boechat era a proximidade com o público.

“Ele não fazia as coisas solicitando recompensas. Fiquei de boca aberta com os depoimentos das pessoas, de todas as classes sociais, sobre o meu filho”, disse ela em entrevista à TV Band.

Dona Mercedes destacou ainda outras qualidades do filho. “Tenho muito orgulho do homem que foi meu filho; um homem honesto, correto e sincero. Era um homem que falava com o faxineiro, com um mendigo de rua, com o mesmo carinho que falaria com qualquer outra pessoa”, frisou.

A mãe do jornalista também ficou bastante tocada com a homenagem feita pelos taxistas, que colocaram letreiros sobre o caixão de Boechat. “Adorei o caixão com o táxi em cima, porque isso era o Ricardo. Não era um caixão de luxo”, disse.

Mercedes finalizou pedindo respeito, um dos assuntos mais comentados por Boechat durante o seu programa na Rádio BandNews FM. “Nós não vamos acabar com os problemas sociais enquanto não mudarmos nossas cabeças e exigirmos dos que estão acima de nós, que querem mandar, respeito que o povo tem de ter e merece ter. Tem que nos dar respeito, e não caridade pública”, encerrou.

Veja a entrevista completa de Mercedes Carrascal:

Últimas notícias