TCU entrega dados sobre a máquina federal à equipe de Lula na quarta

Os dados foram solicitados ao TCU pelo grupo de Lula, liderado pelo vice-presidente eleito Geraldo Alckmin

atualizado 15/11/2022 18:30

ministro do TCU, Bruno Dantas Reprodução/Twitter

O presidente em exércicio do Tribunal de Contas da União (TCU), ministro Bruno Dantas, entregará na próxima quarta-feira (16/11) dados sobre a situação dos órgãos da administração federal do atual governo à equipe de Transição de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O grupo do futuro presidente do Brasil, está dividido em 31 grupos técnicos e fará uso das informações para fazer um diagnóstico de cada área da máquina pública.

Os dados foram solicitados pelo vice-presidente eleito Geraldo Alckmin (PSB). Ao TCU, ele solicitou a cópia de relatórios, tomadas de contas, auditoria, inspeção, levantamento, monitoramento e outros documentos que podem ser importantes para o andamento do trabalho do Gabinete de Transição.

O documento será entregue a Alckmin na quarta, na sede do grupo de transição, locada no CCBB, em Brasília. O ministro Bruno Dantas deve encontrar o pessebista às 16h30, conforme apurou o Metrópoles. O vice-presidente também receberá informações atualizadas da situação das obras públicas em curso no país.

O TCU também deve entregar um parecer prévio referente às contas de 2021 do governo Jair Bolsonaro. O material aponta que as contas devem ser aprovadas com ressalvas e destaca a existência de “desconformidades”, como a falta de transparência das emendas de relator por meio do chamado orçamento secreto, utilizado pelo atual governo para cooptar o apoio de parlamentares no Congresso Nacional.

TCU na Transição

Pela primeira vez, o Tribunal de Contas da União instalou um comitê para garantir a transição de governo. Neste caso, acompanhará a mudança de gestão de Jair Bolsonaro (PL) para o petista Lula, que venceu em segundo turno.

A criação do grupo foi oficializada em portaria um dia antes do pleito eleitoral, em 30 de outubro.

“O TCU tem larga tradição na fiscalização do cumprimento da lei. O arcabouço normativo que fixa padrão civilizado para a transição de governos no saudável rito periódico de alternância de poder é um patrimônio da democracia brasileira e merece o máximo de atenção de todas as instituições”, disse o presidente do TCU, ministro Bruno Dantas.

O processo está sob a relatoria do ministro Antônio Anastasia. Indicado por Bolsonaro, o ministro Jorge Oliveira também participará da comissão. A ideia é que o grupo se torne permanente e também atue nas próximas transições.

Mais lidas
Últimas notícias