Em Brasília, Lula recebe apoio formal da Rede, partido de Marina

Encontro em Brasília marcará o apoio da legenda à candidatura petista, e contará com lideranças de todo o país

atualizado 27/04/2022 16:47

randolfe e lula dão as mãos Ricardo Stuckert/Divulgação

Em viagem a Brasília, nesta semana, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que será lançado candidato pelo PT à Presidência da República, receberá o apoio formal da Rede Sustentabilidade, partido fundado pela ex-ministra e ex-senadora Marina Silva. A declaração de apoio será feita em uma reunião marcada para esta quinta-feira (28/4).

Na ocasião, também serão apresentadas a Lula um conjunto de propostas de governo, elaboradas pela Rede, que deverão ser incorporadas ao programa de governo do petista.

O apoio contou com forte articulação interna do senador Randolfe Rodrigues (AP).

Acordo

Apesar da formalização da aliança, um dos pontos ressalvados no acordo com o PT é o de que lideranças da Rede que quiserem apoiar outro candidato ficarão liberados do compromisso com o palanque de Lula.

É o caso da ex-senadora Heloisa Helena, que já assumiu ser apoiadora da candidatura de Ciro Gomes (PDT), e de Marina Silva, que ainda não definiu sua posição.

Randolfe será um dos coordenadores de campanha, junto ao PT. Ele tem trabalhado pela reaproximação de Lula e Marina, um interesse bastante forte do PT, que cogitou inclusive chamar a ex-petista para compor uma chapa, saindo com Fernando Haddad ao governo de São Paulo.

Marina, por enquanto, tem trabalhado com perspectiva de lançar sua candidatura a deputada federal, por São Paulo, novo domicílio eleitoral.

Ainda não há confirmação se Marina participará da reunião com Lula. Esse encontro já foi tentado várias vezes, no entanto, é um assunto tratado como delicado dentro do PT, visto que envolve mágoas do passado, quando Marina deixou o governo após rusgas com a área econômica e com a ex-presidente Dilma Rousseff, então ministra de Minas e Energia.

De acordo com o senador Randolfe Rodrigues, estarão presentes líderes do Brasil inteiro. Para o senador, que é líder da oposição no Senado, o evento será uma oportunidade para reafirmar o compromisso da Rede com a democracia diante da destruição provocada pelo governo de Jair Bolsonaro (PL).

“Precisamos superar este momento crítico para o Brasil e trazer de volta a esperança ao povo brasileiro. Lula nos traz uma perspectiva de mudança para a realidade da nação, que enfrentará um momento histórico no combate ao autoritarismo. Por isso, a candidatura de Lula representa muito mais do que um nome na disputa pela presidência, é a chance do país se reerguer”, frisou o senador em comunicado distribuído à imprensa.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
Publicidade do parceiro Metrópoles 6
Publicidade do parceiro Metrópoles 7
Publicidade do parceiro Metrópoles 8
Publicidade do parceiro Metrópoles 9
0

Mais lidas
Últimas notícias