Busca

É falso que Randolfe e membros do PT brigaram na véspera das eleições

Vídeo de 2017 que circula nas redes sociais mostraria briga na sede do PT em que Randolfe Rodrigues teria sido escolhido como “culpado”

Boato – Vazou o vídeo de um “quebra pau” entre Randolfe Rodrigues e a direção do PT por causa da “derrota de Lula” nas eleições de 2022. Briga ocorreu na véspera da votação de 2 de outubro.

Um dos tipos de fake news mais comuns na internet é o que aponta para vídeos antigos como se fossem recentes. Agora há pouco, o Boatos.org desmentiu uma fake news de um vídeo antigo sobre um aplicativo chamado “Você Fiscal” que está sendo compartilhado como atual. Desta vez, o vídeo que viralizou aponta para uma confusão “no PT”.

Nas imagens, há uma grande discussão de políticos como Randolfe Rodrigues, Humberto Costa, Paulo Paim, Lindbergh Farias e outros. Junto ao vídeo, há mensagens apontando que a confusão teria ocorrido na “direção do PT” nas vésperas das eleições de 2022.

Ainda é dito que Randolfe Rodrigues (identificado com um apelido pejorativo) teria sido culpado pela “direção do PT” por um “fracasso na campanha de Lula” (também tratado com um apelido pejorativo), e que essa seria a “prova da vitória de Bolsonaro” no primeiro turno. Leia a mensagem que circula online e assista ao vídeo:

Vídeo mostra quebra pau entre Randolfe e direção do PT na véspera das eleições de 2022?

O vídeo se espalhou de formas múltiplas entre redes bolsonaristas. Em alguns grupos, está sendo usado como “prova de que Bolsonaro ganharia no primeiro turno”. Em outros, que o “TSE não iria ter coragem de fraudar as urnas”. De qualquer forma, a informação é falsa.

Além do elementar (a mensagem ter características de fake news como o tom alarmista, os erros de português e a falta de informação em fontes confiáveis) e este tipo de fake news ser recorrente (como apontamos no início do texto), duas rápidas buscas já revelam a verdade.

Ao buscar sobre a tal “confusão no PT com Randolfe Rodrigues”, nada encontramos em fontes confiáveis. Mais do que isso, as pesquisas eleitorais mais confiáveis mostram um cenário contrário ao que é descrito no texto: não é possível dizer que a campanha de Lula é um “fracasso” e que Bolsonaro vai ganhar no primeiro turno (há chances de ocorrer o contrário: uma vitória de Lula no dia 2 de outubro).

A segunda busca foi pela origem do vídeo. Não demorou muito para descobrirmos que ele é de maio de 2017. De acordo com esta matéria do Congresso em Foco, a confusão entre Randolfe Rodrigues e o ex-senador Ataídes Oliveira ocorreu durante discussão do parecer da reforma trabalhista na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), do Senado.

A matéria aponta, ainda, que a confusão começou após Randolfe apresentar requerimento para que a sessão fosse suspensa. Ataídes tentou agredir o senador da Rede e foi contido por colegas.

Resumindo

É falsa a informação que aponta para um vídeo que mostraria que “quebrou o pau” na sede do PT e que Randolfe Rodrigues teria sido escolhido como “culpado”. A mensagem não tem nexo com a situação atual das eleições e o vídeo em questão é de 2017.

Neste fim de semana, a equipe do Boatos.org se uniu a outras 6 iniciativas de checagem de fatos no Brasil para verificar conjuntamente desinformação sobre as eleições. A parceria reúne o AFP Checamos, Aos Fatos, Comprova,E-Farsas, Fato ou Fake e Lupa.

Sete organizações de checagem, incluindo o Comprova, do qual o Metrópoles faz parte, reeditam coalizão de 2018 para verificar conteúdos suspeitos sobre a eleição no final de semana do primeiro turno. Todas as checagens publicadas e republicadas pelas organizações serão marcadas nas redes sociais com a hashtag #CheckBR, de modo a facilitar a busca por informações confiáveis sobre o pleito.

Esta checagem foi realizada pelo Boatos.org.

Sair da versão mobile