Após encontro com Pacheco, Lula critica “orçamento secreto”

O petista diz que tentará implantar o orçamento participativo e chegou a citar a possibilidade de lançar um aplicativo para colher sugestões

atualizado 13/07/2022 19:59

Lula coloca a mão contra o rosto Igo Estrela/Metrópoles

Logo após o encontro que teve com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato do PT à Presidência da República, voltou a reclamar do Congresso Nacional em um encontro com representantes da área cultural, em Brasília.

Lula repetiu a ideia de implantar o orçamento participativo no âmbito nacional, uma forma já defendida pelo petista para substituir o “orçamento secreto”.

O petista criticou diretamente a Comissão Mista do Orçamento (CMO), comparando a forma como hoje é feita a liberação de emendas parlamentares com o escândalo dos Anões do Orçamento – esquema em que políticos manipulavam emendas parlamentares com o objetivo de desviar dinheiro por meio de entidades sociais fantasmas ou com a ajuda de empreiteiras.

“Se tem dinheiro para fazer essa podridão para fazer orçamento secreto, porque não faz um orçamento à luz do dia, para que as pessoas saibam o que é feito com o dinheiro?”, criticou.

O petista chegou a citar a possibilidade de lançar um aplicativo para colher sugestões.

“Se eu for eleito, vou tentar fazer o orçamento participativo em nível nacional. Não sei como pode ser feito, se vai ser fácil, mas pode ser um aplicativo”, disse Lula.

“A Comissão do Orçamento é muito famosa desde quando prenderam os sete anões. De lá pra cá, não mudou nada”, criticou Lula.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
Publicidade do parceiro Metrópoles 6
Publicidade do parceiro Metrópoles 7
Publicidade do parceiro Metrópoles 8
Publicidade do parceiro Metrópoles 9
0

 

Mais lidas
Últimas notícias