*
 

Uma carta anônima que começou a circular em redes sociais nessa terça-feira (6/11) com nomes de professores e estudantes da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), mais especificamente do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH), vem causando indignação pelo teor ameaçador e preconceituoso com que o autor se dirige a pessoas denominadas de “doutrinadores” e “escórias da humanidade”. São informações do Portal FolhaPE.

O autor finaliza a lista anônima com os seguintes dizeres: “Você serão banidos! Escórias! O mito vem aí!”.

A carta, intitulada ‘Doutrinadores e alunos que serão banidos do CFCH – UFPE 2019’, foi deixada na sala do Diretório Acadêmico de História da UFPE e cita nomes de professores, entre eles Michel Zaidan, professor-titular do CFCH, chamado de “doutrinador comunista”, e José Luiz Ratton, coordenador do Programa de Pós-Graduação em Sociologia, apontado como incitador ao uso de drogas junto aos seus “orientandos esquerdistas”.

Em outro trecho, um dos nomes da lista é acusado de ser uma “ameaça à moral e aos bons costumes”.

Ainda de acordo com as palavras utilizadas pelo autor, essa mesma pessoa teria um “exército de viados, travecos, feminazis, prostitutas e todos os tipos de degenerados que atentam contra a família”.

Universidade se posiciona
Em nota, a UFPE informou que vai acionar o Ministério Público Federal e a Polícia Federal para que sejam investigadas as ameaças feitas aos estudantes e professores do CFCH. A instituição também abrirá sindicância para apuração dos fatos.

A UFPE afirmou que repudia, de forma veemente, as ameaças e insultos e defende que a academia é um espaço para o pluralismo de ideias.

“A UFPE não admite, sob qualquer hipótese, que a violência ameace as liberdades de cátedra e individuais. A Universidade defende a academia como o espaço para o pluralismo de ideias. Denúncias de casos como esses podem ser encaminhadas para a Ouvidoria-Geral da UFPE, por meio do site da Universidade’, diz a nota.

Veja o conteúdo da carta anônima: