Categorias: Educação

Professora cria quadrinhos sobre a Constituição Federal

Como fazer com que as pessoas tenham mais interesse nas leis? De que maneira as crianças poderiam entender melhor e ter acesso à Constituição Federal? Essas foram algumas das perguntas que motivaram a professora de Direito Constitucional, Malu Aragão, a lançar a revista em quadrinhos sobre a Constituição Federal (C.F).

Atuante na área jurídica há quinze anos, Malu Aragão mostrou-se preocupada com o distanciamento da população em relação ao conjunto de normas que regem a sociedade, unificada na C.F de 88. Em função disso, a professora criou uma revista com ilustrações, cores e, o mais importante, adaptou a linguagem sisuda do regimento a um texto mais didático e fácil de ser compreendido.

Em parceria com o desenhista J.J. Marreiro e roteirista e idealizador do projeto, Luís Cláudio Braga, Malu Aragão iniciou a produção da revista que, a princípio, foi pensada para auxiliar nos estudos para concursos. Surpresa com a repercussão entre os adolescentes, ela conta que os jovens começaram a despertar interesse pelo trabalho.

“Nós fizemos uma adaptação para ‘concurseiros’. Mas as crianças começaram a adquirir a revistinha. Ou seja, elas estão apreendendo junto com os pais. Nós não esperávamos que fosse atingir, positivamente, os adolescentes”, conta a criadora, satisfeita com o resultado.

A também analista judiciária adjunta do estado do Ceará explica o propósito da publicação. “A finalidade é levar o estudo da Constituição a todos, especialmente aos adolescentes. Essa é uma forma de aprender através de quadrinhos. Apesar dos termos jurídicos, fica fácil de assimilar por causa dos desenhos”, esclarece.

O primeiro exemplar foi publicado e está disponível para leitura em duas versões: a modalidade digital é ofertada por R$ 6,99 através do site do curso Prime, plataforma online que realizou parceria com a docente para a publicação do projeto. Há, também, a versão física, disponível por R$ 10 na sede do curso, na cidade de Fortaleza, no Ceará.

A próxima edição da revista será lançada no mês de março. O intuito é lançar 20 edições, formando um almanaque, com a finalidade de disseminar o conhecimento das leis em escolas, de forma mais lúdica, que facilite o interesse e aprendizado.

Além desse trabalho, a analista judiciária também é protagonista do projeto exclusivamente infanto-juvenil “Seu filho vencedor”. A iniciativa é pautada na disciplina e técnicas para melhorar os estudos, estimulando os estudantes a compreender os conteúdos e não apenas decorar, o que contribui para autoestima e autonomia durante o processo de formação.

Educa Mais Brasil

Últimas notícias

DF Legal derruba construções irregulares iniciadas na quarentena

Obras invadiam área pública na Feira dos Importados, no SIA, e na Feira dos Goianos, em Taguatinga

2 minutos passados

Hungria faz show on-line para lançar nova música

A live acontecerá via Telegram e começa às 20h. O cantor prometeu um repertório cheio de clássicos e novas canções

7 minutos passados

Onda de solidariedade: doação vira máscaras para pacientes do DF

Camisetaria quer aproveitar estrutura para produzir equipamentos de proteção a serão usados em hospitais no combate ao coronavírus

9 minutos passados

Vice do Atlético-MG: “Não pode ter campeão por fax”

UOL promoveu debate entre jornalistas e dirigentes do futebol brasileiro para discutir o futuro da modalidade em meio à pandemia

13 minutos passados

Vídeo: cachorro que sofria maus-tratos é resgatado pela PCDF

Vizinhos chegaram a registrar, em vídeo, o animal vagando pelo terreno, sem água e sem comida e com os pelos…

15 minutos passados

Chamadas de vídeo: Facebook lança versão desktop do Messenger

O novo formato irá disponibilizar teleconferências em computadores Mac e Windows para usuários da rede social

21 minutos passados