*
 

A diretora de uma escola particular em Ananindeua, região metropolitana de Belém (PA), foi filmada enquanto garantia a um grupo de alunos que eles não teriam permissão de apresentar um trabalho sobre a entidade Pombagira, que faz parte da matriz religiosa africana.

Nas imagens, feitas na última quarta-feira (23/11), é possível ouvir Ana Trindade dizer: “Pombagira? Credo! Sangue de Jesus”. Ao ser retrucada pelo estudante Gabriel Ferreira, que pediu respeito às outras religiões, ela ainda afirma: “Não, eu não sou obrigada a entender as outras religiões. Eu não quero e acabou!”

A diretora ainda argumentou que escola tem princípios cristãos. “Eu tenho que dizer pra vocês: aqui dentro da minha escola vai funcionar, vai se realizar e vai se apresentar o que eu achar que é de Deus. Nada de Pombagira aqui dentro”, frisou. De acordo com o G1, a diretora afirmou que impediu a apresentação porque “pais mais conservadores não gostam que seus filhos assistam a esse tipo de tema”. Para os alunos, Ana Trindade agiu de forma preconceituosa.

 

 

COMENTE

racismoReligiãopreconceitocandomblé
comunicar erro à redação

Leia mais: Educação