Eduardo Bolsonaro divulga vídeo que associa mulheres à cratera em SP

Empresa responsável por obra da linha 6 do metrô, onde ocorreu acidente na Marginal Tietê, repudiou vídeo compartilhado nas redes sociais

atualizado 04/02/2022 15:50

Mais de 220 colaboradores da Secretaria de Transportes Metropolitanos (STM), da Sabesp e da Linha Uni, uma das empresas responsáveis pela construção da Linha 6-Laranja de metrô, realizaram esses trabalhosDivulgação Governo de São Paulo

São Paulo – Deputado federal por São Paulo, Eduardo Bolsonaro divulgou nesta sexta-feira (4/1) um vídeo que associa mulheres ao acidente que causou a abertura de uma cratera, na obra da linha 6 do metrô, na última terça-feira (1/2).

O vídeo, publicado no Twitter, mostra imagens do local do desabamento na Marginal Tietê. Nas imagens, há entrevistas com profissionais mulheres da empresa Acciona, responsável pela construção da linha laranja do metrô.

“Procuro sempre contratar mulheres”, mas por qual motivo? Homem é pior engenheiro? Quando a meritocracia dá espaço para uma ideologia sem comprovação científica o resultado não costuma ser o melhor”, escreveu o político na legenda do post.

0

Eduardo Bolsonaro continua: “Escolha sempre o melhor profissional, independente da sua cor, sexo, etnia e etc”.

“Misógino e desrespeitoso”

A companhia Acciona divulgou uma nota repudiando a “videomontagem que circula nas redes sociais sobre suas funcionárias”. A empresa afirmou que o conteúdo publicado é “misógino e desrespeitoso” com suas funcionárias.

“Lamenta profundamente o teor de uma videomensagem que circula em redes sociais. A companhia considera  o conteúdo misógino e extremamente desrespeitoso com nossas colaboradoras”, disse por meio de nota nesta sexta-feira (4/1).

A empresa afirmou ainda que estuda medidas judiciais cabíveis ao caso. “A Acciona tem programas especiais de estímulo à contratação de mulheres, inclusive na área de construção, e se orgulha dos seus profissionais”, informou em comunicado.

Mais lidas
Últimas notícias