Venda de imóveis de luxo puxa alta do mercado imobiliário no país

Os dados são de levantamento da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) sobre os primeiros cinco meses do ano

O Brasil vendeu 74.570 novos imóveis até maio. O total equivale a um crescimento de 26,6% nos cinco primeiros meses de 2022, quando comparado ao mesmo período de 2021. Os dados são de um levantamento da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Os imóveis de Médio e Alto Padrão (MAP) puxaram a expansão. O crescimento é de 145,3%. Foram vendidas  19.620 unidades.

“O resultado se deve ao fato de muitos compradores estarem enxergando uma boa oportunidade para compras de ativos imobiliários, com expectativa de valorização futura nos preços dos imóveis”, destaca a associação, em nota.

Já no segmento Casa Verde Amarela (CVA) foram vendidos 53.776 imóveis no acumulado do ano, uma alta de 8%.

“Esse resultado já reflete as medidas aprovadas pelo governo em abril deste ano, que readequaram os benefícios do programa habitacional para a população de baixa renda”, explica a entidade.