Taxas públicas e multas poderão ser pagas com PicPay

PagTesouro permite o pagamento, por meio de débito instantâneo ou do cartão de crédito, de vários serviços

atualizado 17/05/2021 18:13

Carol Garcia/GOVBA

O país ganhou mais uma opção para a quitalção de taxas públicas e multas. O PagTesouro, uma plataforma digital de pagamento de serviços públicos federais, passou a oferecer o uso da carteira digital PicPay na opção de crédito.

O PagTesouro substitui a Guia de Recolhimento da União (GRU) e está em testes desde outubro de 2019.

Desenvolvido em parceria com o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), o PagTesouro permite o pagamento, por meio de débito instantâneo ou do cartão de crédito, de serviços como importação de produtos, certificação, registro de patentes, venda de ingressos em parques nacionais, além das multas eleitorais, de trânsito, ambientais e inscrições de cursos e concursos.

Todo o procedimento é digital, com a transação sendo compensada imediatamente.

Desde março, a plataforma permite pagamentos com o Mercado Pago, do site Mercado Livre, e desde novembro é possível por meio do Pix, sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central (BC).

De acordo com a Agência Brasil, entre os órgãos que aderiram ao PagTesouro, estão o Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Secretaria de Pesca e Aquicultura, o Departamento da Polícia Rodoviária Federal (DPRF), a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e o Comando do Exército.

Nos últimos dois meses, outros sete órgãos aderiram à plataforma: Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), Fundo do Serviço Militar, Comando da Aeronáutica, Fundo do Exército, Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), Fundação Alexandre Gusmão e Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

Últimas notícias