*
 

A Petrobras anunciou nesta terça-feira (25/7) o terceiro aumento dos preços dos combustíveis desde a última sexta-feira (21). O valor da gasolina nas refinarias subirá 1,9% e o do diesel, 1,4%. Os novos preços passarão a valer nesta quarta-feira (26).

Na sexta, a estatal aumentou os preços da gasolina nas refinarias em 0,1% e do diesel em 2%. No dia seguinte, elevou os valores dos combustíveis em 1,4% e 0,2%, respectivamente.

A nova política de revisão de preços foi divulgada pela petroleira em 30 de junho. Com o novo modelo, a Petrobras espera acompanhar as condições do mercado e enfrentar a concorrência de importadores.

Em vez de esperar um mês para ajustar seus preços, a Petrobras agora avalia todas as condições do mercado para se adaptar, o que pode acontecer diariamente. Além da concorrência na decisão de revisão de preços, pesam as informações sobre o câmbio e as cotações internacionais.

Economia
O governo federal, na tentativa de equilibrar as contas públicas, aumentou a tributação (PIS e Cofins) sobre a gasolina. Era para ser um acréscimo de R$ 0,41 por litro. No diesel, de R$ 0,21. Isso garante nos cofres da União uma arrecadação extra de R$ 10,4 bilhões. Mas há postos no Distrito Federal que cobram até R$ 1,05 a mais. Mesmo se o valor previsto pelo governo fosse adotado, quem usa 10 litros de gasolina por dia gastaria R$ 123 a mais por mês.

“Sem contar que os preços dos produtos que consumimos — grande parte transportada por caminhões movidos a diesel — vão aumentar”, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin), Reinaldo Domingos. E mais: alguém tem dúvida de que os serviços de transporte, como ônibus e táxis, não vão ficar mais caros?

Por isso, Domingos sugere que o brasileiro repense o uso do carro em determinadas situações. “Otimize as viagens, pegando ou oferecendo carona e fazendo rodízios com colegas de trabalho e amigos”, orienta o presidente da Abefin.

As orientações para economizar combustível:
1- Analise a necessidade de fazer tudo com o carro; realizar algumas caminhadas, além de ser saudável, pode gerar boa economia;

2- Alterne o uso do carro com o transporte público, assim terá diminuição no orçamento mensal no que se refere a gastos com locomoção;

3- Ofereça e pegue caronas com familiares, amigos e colegas de trabalho sempre que possível. Assim, além da economia, há maior sociabilização;

4- Dirija e utilize o veículo com consciência. Algumas ações geram maior consumo de combustível, como manter o ar-condicionado ligado e trocar de marcha na velocidade inadequada;

5- Abasteça em postos de sua confiança, garantindo a qualidade da gasolina que está comprando;

6- Mantenha os pneus calibrados, pois se estiverem abaixo do recomendado pelo fabricante, há resistência na rolagem e o carro consome mais combustível. Isso sem contar o desgaste dos pneus, que são caros;

7- Mantenha o carro sempre revisado, pois um motor mal regulado pode gastar mais combustível. Assim também evita imprevistos que podem estourar as finanças.

 

 

COMENTE

Petrobrasgasolinadieselcombustíveis
comunicar erro à redação

Leia mais: Economia