Categorias: Economia

Fenafisco critica Fiesp: “Iguala o bom contribuinte ao sonegador”

A Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital (Fenafisco) criticou o posicionamento da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), que afirmou ver “criminalização da atividade empresarial” nos recentes julgamentos sobre criminalização do não pagamento ou da sonegação de impostos. A reação da Fiesp aconteceu após o Supremo Tribunal Federal (STF) votar, na última sexta-feira (13/12/2019), que o não pagamento do ICMS declarado deve ser enquadrado como apropriação indébita.

O presidente da Fenafisco, Charles Alcantara, alega que as declarações da Fiesp “igualam o bom contribuinte ao sonegador”. “A sonegação retira centenas de bilhões de reais todos os anos dos cofres públicos e, portanto, reduz drasticamente a capacidade do Estado de melhorar e ampliar a oferta pública de saúde, educação, segurança, assistência e previdência sociais”, afirma.

Em nota assinada pelo presidente da Fiesp, Paulo Skaf, a entidade avaliou a decisão do Supremo como “equivocada e temerária”. De acordo com a entidade, “não há como ocorrer apropriação indevida de valores”, pois o ICMS seria pago pelas empresas e não pelo comprador final. A federação criticou ainda a complexidade do sistema tributário brasileiro e a guerra fiscal entre estados.

Em resposta à Fiesp, Charles Alcantara afirmou que o tributo é pago pelo consumidor final ao ser embutido no preço dos produtos, e não pelo empresário, o que tornaria o argumento de Skaf uma “falácia pronunciada por um alto dirigente empresarial”.

A Fenafisco, no entanto, se posicionou contrária à prisão como forma de combater a sonegação. “O encarceramento em massa que atinge predominantemente a população pobre e preta é fonte, e não solução, de parte considerável das nossas mazelas sociais”, assinala a entidade.

Estadão Conteúdo

Últimas notícias

CLDF quer que GDF explique obras paradas antes de licitar outra

Proposta foi aprovada por unanimidade pelos deputados distritais em dezembro e está na mesa do governador à espera de sanção…

1 minuto passados

Após ganhar floresta de 1 milhão de m², Luisa Mell explica tudo

O objetivo é resgatar animais silvestres e abrigá-los no terreno. Luisa desembolsará muito para construir um santuário para os bichos

7 minutos passados

Thiago Maia escolhe música e diz: “Bola passa, jogador, não”

O jogador, de 22 anos, que pertence ao Lille, da França, chega por empréstimo até o fim do ano

9 minutos passados

“Pisa mostra que a educação foi abandonada”, afirma Bolsonaro

No Twitter, o presidente disse que o Programa Internacional de Avaliação de Estudantes mostrou porque o Brasil patina na área…

15 minutos passados

“Temi ficar inválido”, diz ator Léo Rosa sobre luta contra câncer

O ator explicou porque optou por seguir uma terapia alternativa no tratamento da doença

17 minutos passados

Em escala em Luanda, Bolsonaro agradece “irmãos angolanos”

Presidente fez escala no país e deve passar pelo Quênia, antes de seguir para Nova Déli, na Índia

17 minutos passados