Dólar não para de subir e atinge novo patamar histórico. Veja

O Ibovespa, índice da Bolsa de Valores de São Paulo, a B3, encerrou o pregão com um recuo de 1,20%, aos 78.118,57 pontos

O dólar não para de subir e bateu novo recorde nominal – quando não se desconta a inflação. A moeda norte-americana fechou nesta quinta-feira (07/05) no valor de R$ 5,84, alta de 2,43%, patamar nunca registrado anteriormente.

Logo após a abertura do dia no mercado financeiro, às 11h48, a moeda era cotada a R$ 5,8733, o maior valor nominal.

Mais tarde, durante a visita do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao STF, em que pediu que a economia voltasse à normalidade, o dólar passou a valer R$ 5,7945 (+1,65%).

Além disso, o presidente anunciou que vai “seguir a cartilha” do ministro Paulo Guedes, da Economia, e vetar as categorias de servidores públicos que ficaram de fora do congelamento salarial.

A moeda norte-americana fechou as negociações dessa quarta-feira (06/05) cotada a R$ 5,70, alta de quase 2% se comparada à abertura do dia. Esse foi o recorde nominal anterior de fechamento.

Já a Bolsa de Valores de São Paulo, a B3, encerrou o pregão com um recuo de 1,20%, aos 78.118,57 pontos.