Dívida pública deve chegar a R$ 4,7 trilhões em 2020, diz Tesouro

Neste ano, o endividamento do governo subiu 9,5%, somando R$ 4,2 trilhões. Expectativa é que neste ano suba 5,9%

José Cruz/Agência Brasil

atualizado 28/01/2020 16:06

A Secretaria Nacional do Tesouro informou, nesta terça-feira (28/01/2020), que a dívida pública federal deve chegar a R$ 4,7 trilhões no fim de 2020. Neste ano, o endividamento do governo subiu 9,5%, somando R$ 4,2 trilhões.

O nível de R$ 4,750 trilhões para a dívida no fim deste ano é o teto. O Tesouro Nacional também informou que o crescimento pode ser menor, de R$ 252 bilhões, para R$ 4,5 trilhões. Neste caso, a elevação seria de 5,9%.

A dívida pública federal é a contraída pelo Tesouro Nacional para financiar o déficit orçamentário do governo federal, ou seja, pagar pelas despesas que ficam acima da arrecadação com impostos e contribuições.

Quando os pagamentos e recebimentos são realizados em real, é chamada de interna. Quando tais operações financeiras ocorrem em moeda estrangeira, usualmente o dólar norte-americano, a dívida é classificada como externa.

Últimas notícias