Dívida pública chega a R$ 6,67 trilhões em janeiro, aponta BC

O valor representa 89,7% do Produto Interno Bruto (PIB). Em dezembro, o percentual foi de 89,2%

atualizado 26/02/2021 13:49

Sob os efeitos da pandemia de Covid-19, a dívida pública brasileira aumentou consideravelmente em janeiro deste mês, segundo divulgou o Banco Central nesta sexta-feira (26/2). O valor chegou a R$ 6,670 trilhões, o que representa 89,7% do Produto Interno Bruto (PIB). Esse número é recorde. Em dezembro, o percentual foi de 89,2%.

O aumento das despesas públicas devido à pandemia promete que a dívida continue subindo. Quanto maior ela for, maior o risco de o Brasil não conseguir pagar as despesas, aumentando chances de calote. Caso isso ocorra, na avaliação do economista-chefe da Infinity, Jason Vieira, significa que o país pode quebrar.

O Banco Central também informou que a Dívida Líquida do Setor Público (DLSP), que leva em conta as reservas internacionais do país, atingiu R$ 4,582 trilhões. Isso representa 61,6% do PIB.

Apesar disso, o governo central — composto pelo Tesouro Nacional, Banco Central e Previdência Social — registrou um superávit primário de R$ 61,692 bilhões em janeiro, após 11 meses de rombos provocados pelas despesas extras do país destinadas a conter a pandemia da Covid-19.

Esse resultado representa o segundo melhor desempenho para o mês de janeiro na série histórica do Tesouro Nacional, que registra os dados desde 1997.

Últimas notícias