Coronavírus: medidas equivalem a cerca de 4,8% do PIB, diz Guedes

Ministro da Economia, Paulo Guedes, concedeu entrevista à XP investimentos, para comentar medidas de enfrentamento ao novo coronavírus

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou neste sábado (28/03) que o conjunto das medidas anunciadas até agora para combater os efeitos da pandemia do novo coronavírus na economia brasileira equivale a 4,8% do Produto Interno Bruto (PIB).

A declaração foi feita durante transmissão ao vivo patrocinada pela XP Investimentos, onde o ministro comentava os desafios da economia brasileira frente à pandemia da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

“Quando você coloca tudo isso junto [todas as medidas do governo], já passou de R$ 750 bilhões. Está subindo. Já estamos em 4,8% do PIB. Vai ser realmente um déficit extraordinário, de déficit primário. Não tem problema. Não vamos deixar os brasileiros para trás. Isso vai passar”, disse o ministro.

Nesta semana, depois de acordo com o governo federal, a Câmara aprovou projeto que fixa pagamento de auxílio de R$ 600 para trabalhadores informais por um período de três meses.

Além disso, o governo também anunciou uma linha de crédito de R$ 40 bilhões para financiar folha de pagamento de pequenas e médias empresas.

Questionado sobre um “lockdown” (fechamento total do país) na economia, Guedes disse que a equipe econômica acompanha a onda de casos confirmados no Brasil, e que sabe “quanto tempo a economia aguenta antes de entrar em colapso”.

“No primeiro momento, o isolamento é importante, mas, se for longe demais, há uma catástrofe econômica. Se for curta demais, tem uma catástrofe de saúde pública”, declarou.