Bolsonaro anuncia novo salário mínimo no valor de R$ 1.100

O novo valor passará a valer a partir deste dia 1º de janeiro e constará em medida provisória assinada pelo presidente

atualizado 30/12/2020 19:13

Presidente BolsonaroImagem cedida ao Metrópoles

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou pelas redes sociais que o novo salário mínimo, que passa a valer a partir do dia 1º de janeiro de 2021, será de R$ 1.100.

O valor corresponde a um aumento de 5,26% em relação ao valor atual, que é de R$ 1.045 e será concedido por meio de uma medida provisória a ser assinada pelo presidente ainda nesta quarta-feira (30/12).

O novo valor é maior que o que havia sido autorizado pelo Congresso Nacional – R$ 1.088.

“O valor de R$ 1.100,00 se refere ao salário mínimo nacional. O valor é aplicável a todos os trabalhadores, do setor público e privado, e também para as aposentadorias e pensões”, disse Bolsonaro.

Esse valor também está acima do que o próprio govero havia antecipado no anúncio da proposta de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), no último dia 15.

Nesa nova versão do projeto da LDO, o salário mínimo em janeiro deveria passar dos atuais R$ 1.045 para R$ 1.088. Essa correção considerava a estimativa da inflação acumulada neste ano conforme o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), de 4,1%.

De acordo com o texto original do projeto de LDO, cada R$ 1 a mais no salário mínimo eleva as despesas líquidas em R$ 304,9 milhões no ano. Já o aumento de 0,1 ponto percentual no INPC gera impacto líquido de R$ 720,8 milhões.

Valor ideal

Segundo cálculos do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o salário mínimo ideal, que serve como base dos rendimentos de mais de 49 milhões de brasileiros, deveria ser, atualmente, de R$ 4.694,57 por mês.

 

0

 

 

Últimas notícias