CPI da Covid planeja driblar PGR e denunciar Bolsonaro no STF

Parlamentares garantem que o mandatário será denunciado ao STF, a despeito da leniência do procurador-geral da República, Augusto Aras

atualizado 12/10/2021 10:19

Ministro da Saúde Marcelo Queiroga Atletas olímpicos e paralímpicos Jogos de Tóquio são recebidos pelo presidente Jair Bolsonaro no Palácio do PlanaltoHugo Barreto/Metrópoles

Não vai ter refresco para o presidente Jair Bolsonaro, jura a maioria dos senadores que integram a CPI da Covid-19. Após seis meses de trabalho, os parlamentares garantem que o mandatário será denunciado ao STF (Supremo Tribunal Federal), a despeito da leniência do procurador-geral da República (PGR), Augusto Aras.

A cúpula da comissão de investigação identificou que Aras tem agido como advogado de Bolsonaro e, sob essa argumentação, o PGR tem deixado de agir em ações que responsabilizam criminalmente o presidente da República. Vide a omissão de Aras ao deixar de investigar a campanha “O Brasil não pode parar” e torcer o nariz para a denúncia do não uso de máscara pelo mandatário.

Leia a reportagem completa no Blog do Esmael, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias