*
 

Os Correiros devem demorar cerca de 15 dias para conseguir normalizar as entregas atrasadas. Em função da falta de combustível e dos bloqueios nas estradas decorrentes da paralisação de 11 dias dos caminhoneiros, a empresa pública deixou de entregar cerca de 85 milhões de encomendas e mensagens nos últimos dias.

Em nota, a companhia garante que, desde o fim da greve, tem reforçado as operações, convocando mutirões para distribuir as cargas no menor espaço de tempo possível.

Apesar disso, serviços com dia e hora marcados (Sedex 10, Sedex 12, Sedex Hoje, Disque Coleta e Logística Reversa Domiciliária) permanecem temporariamente suspensos. Já o Sedex convencional e o PAC foram mantidos e tiveram apenas o prazo de entrega ampliado. Segundo os Correios, em condições normais, são entregues aproximadamente 25 milhões de objetos por dia.