Coronavírus: SP e BH decidem fechar lojas, bares e restaurantes

Em São Paulo, a determinação vai até o dia 5 de abril. Belo Horizonte proíbe funcionamento de qualquer loja que aglomere mais de 10 pessoas

atualizado 18/03/2020 19:34

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, assinou nesta quarta-feira (18/03) um decreto que determina o fechamento do comércio na cidade de São Paulo. A iniciativa foi tomada por causa da pandemia do coronavírus começa nesta sexta-feira (20/03) e vai até o dia 5 de abril.

Covas afirmou que as lojas poderão continuar a funcionar para balanços, delivery, inventário e pequenas reformas. Mas atendimento presencial ficará proibido.

  Ficarão abertos em SP:

  • Hipermercados e supermercados;
  • Padarias;
  • Farmácias;
  • Postos de gasolina;
  • Lojas de conveniência;
  • Restaurantes e lanchonetes;
  • Lojas de produtos para animais;
  • Feiras livres.
Belo Horizonte

Já o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), determinou que bares, restaurantes, academias, clubes e qualquer estabelecimento de acesso público que aglomere mais de 10 pessoas em Belo Horizonte está proibido de funcionar a partir de 20 de março.

Últimas notícias