Confira 10 profissões em alta na área de Tecnologia

O ano de 2021 apresentou muitas novidades na área de tecnologia para o país e três situações comprovam o protagonismo da tecnologia

atualizado 10/01/2022 18:21

Como a tecnologia ajuda na gestão de tempo de equipes de MarketingHeadway/Unsplash

O ano de 2021 apresentou muitas novidades na área de tecnologia para o país e três situações comprovam o protagonismo da tecnologia e dos temas correlacionados com o assunto neste ano. O leilão do 5G no Brasil, que inclusive foi pauta da Revista Quero, a validação das sanções administrativas da Lei Geral de Proteção de Dados, em agosto deste ano, e a crise de semicondutores que afetou diversas áreas de atuação no Brasil refletem a relevância dos assuntos tecnológicos em nosso cotidiano.

A Revista Quero divulga algumas carreiras, que estão em nosso Guia de Profissões, e são possibilidades interessantes no ano de 2022. Antes de iniciarmos o texto de hoje, faço um convite sobre a nossa outra série textual que está em andamento na Revista. 

Além da série sobre Profissões em Alta, a Revista Quero também está em andamento com a série textual de profissões que talvez você não conheça. Na semana passada, 10 profissões na área da Saúde foram pautadas na série. Desta forma, o convite está devidamente feito e vamos seguir para o texto desta semana. Boa leitura!

Analista de dados

A lista de 10 profissões em alta em tecnologia inicia com o analista de dados, profissional que desempenha funções estratégicas para a empresa. Com a organização de informações e interpretação de dados, a empresa poderá tomar decisões a partir dos caminhos apontados pelo analista. Geralmente, o analista de dados também possui conhecimento em programação e aptidão pela área das ciências exatas. 

De acordo com a página da profissão, o analista de dados possui habilidades de business intelligence (ou inteligência de negócios), que é o processo de extrair análises e informações, a partir dos dados obtidos, que levam à tomada de decisões estratégicas por parte de seus gestores.

Gostou? Caso você queira se especializar na área e fazer sua faculdade com uma bolsa de estudo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas ou Banco de Dados, veja as ofertas disponíveis na Quero Bolsa

Cientista da Computação

O curso de Ciência da Computação forma profissionais aptos ao desenvolvimento de programas e sistemas de informática. O cientista da computação pode atuar desde o planejamento do projeto até a implantação e gerenciamento do software. Com a possibilidade de desempenhar funções em instituições públicas e privadas, este profissional terá conhecimento para atuação no processo de criação ou desenvolvimento, assim como no gerenciamento e em pesquisas de novos dispositivos. 

A Quero Bolsa disponibiliza ofertas de bolsas de estudo para graduação em Ciência da Computação e, caso você queira se especializar, a QB também possui ofertas de pós-graduação em Ciência da Computação para você. 

DPO (Data protection officer)

O data protection officer (diretor de proteção de dados) desempenha funções sobre a proteção dos dados de cidadãos que são coletados por uma empresa ou instituição. O DPO é responsável por conectar as informações da empresa com o órgão/a entidade que faz a supervisão e a fiscalização do controle de dados no país. Portanto, o profissional atrela os serviços de segurança da informação, as entidades de monitoramento e o direito digital. 

De acordo com a página da profissão, o DPO pode ser um advogado especializado em Direito Digital ou pode ser um profissional de Tecnologia da Informação. Por fim, não deixe de conferir as bolsas de estudo em Tecnologia da Informação disponibilizadas pela Quero Bolsa

Engenheiro da Computação

O engenheiro da computação possui conhecimento para atuar no processo de produção de hardwares e softwares. Lembrando que os equipamentos digitais físicos (como computadores ou tablets) são os hardwares e os programas ou sistemas operacionais são os softwares. Pois bem, os conhecimentos deste profissional podem abranger as duas frentes de produção e criação que mencionamos. Após a conclusão do curso superior, o profissional deverá se registrar no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA). 

O mercado para este profissional é bem abrangente, mas as empresas de tecnologia, de automação e, até mesmo, robótica são as mais associadas com o engenheiro de computação. Você encontra opções de bolsas de estudo de graduação e pós-graduação em Engenharia da Computação na Quero Bolsa. 

Engenheiro de telecomunicações

O engenheiro de telecomunicações pode desempenhar funções desde o planejamento e o projeto de implementação até o suporte operacional e a manutenção dos próprios sistemas de telecomunicação. O profissional estará apto ao trabalho com equipamentos de recepção/transmissão de sinais e no gerenciamento dos sistemas de transmissão de dados. Por fim, o engenheiro possui conhecimento para trabalhar com pesquisa para melhorias ou desenvolvimento de novos equipamentos. 

Encontrou a sua área? Então confira as bolsas de estudo em Engenharia de Telecomunicações e para as ofertas de cursos técnicos em Telecomunicações. Pós-graduação? Temos também, basta conferir as ofertas de pós-graduação aqui.  

Gestor da tecnologia da informação

O gestor da tecnologia da informação acompanhará o andamento das demandas sobre tecnologia e poderá desempenhar funções relacionadas à otimização do fluxo de trabalho na empresa. A implementação e o desenvolvimento de projetos sobre tecnologia no ambiente de trabalho estão sob a responsabilidade deste profissional.

O profissional possui um papel primordial sobre os assuntos relacionados à segurança cibernética de sua área. O gestor da tecnologia da informação também pode ser responsabilizado pelo gerenciamento de uma equipe de profissionais de Tecnologia da Informação no ambiente empresarial. 

Vale destacar que não há requisitos obrigatórios para se tornar gestor de tecnologia da informação, mas é comum que os profissionais da área sejam graduados em cursos de tecnologia. A Quero Bolsa possui bolsas de estudo em Tecnologia da Informação para você! As oportunidades são para cursos de graduação, pós-graduação, cursos técnicos e até cursos livres.

Programador

De acordo com a página da profissão, o programador possui conhecimento para desenvolver e aperfeiçoar websites, criar aplicativos, programas de computador e sistemas operacionais. O programador tem amplo conhecimento sobre linguagens de programação e os modos de funcionamento dos sistemas. Além disso, o programador deve estar atualizado com os avanços tecnológicos, uma necessidade nesta área profissional. 

Trabalhar com tecnologia é um universo amplo e a profissão de programador reflete essa abrangência, tanto pela vasta possibilidade de participação em projetos quanto pela diversidade de áreas que podem ser contempladas com o trabalho do profissional. Ah, não se esqueça que na Quero Bolsa, você pode fazer sua faculdade com uma bolsa de estudo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas.

Profissional de help desk

A principal ação do profissional de help desk é facilitar o diálogo entre empresas e seus clientes. De acordo com a página da profissão, o profissional de help desk pode ser um solucionador direto dos problemas mais acessíveis, direcionar a questão para especialistas, ou pode ser o próprio especialista na área técnica em que o produto precisa de reparo. A atuação do profissional de help desk pode ser desempenhada em empresas de diversas áreas – telefonia, tecnologia e, por exemplo, varejo. 

Não existe um curso superior exclusivo ao profissional de help desk. Por outro lado, ter conhecimento de Informática ou Tecnologia da Informação pode ajudar na caminhada profissional do(a) candidato(a). Caso você queira se especializar na área, veja as bolsas de estudo de Informática disponíveis na Quero Bolsa. 

Técnico de Informática

A versatilidade é uma das características deste profissional. O técnico em informática pode atuar na montagem e manutenção de computadores, além de diagnosticar e corrigir problemas em aparelhos eletrônicos. O técnico de informática está apto para configurar redes e softwares no ambiente empresarial, assim como no desenvolvimento de sistemas e websites. 

Ou seja, o profissional poderá desempenhar funções em redes domésticas ou empresariais. Bacana, não é? Por isso, não deixe de dar uma olhada nas bolsas de estudo de Informática disponíveis na Quero Bolsa.

Web Master 

O web master atua na coordenação das etapas de criação e desenvolvimento de sites. Este profissional é responsável pela gestão de uma equipe de administração/desenvolvimento de itens para a página. Desta forma, o web master pode trabalhar em parceria com um web designer e/ou com um desenvolvedor web. Em outras palavras, o web master desempenha funções relacionadas ao gerenciamento de atividades e tarefas – executadas por uma equipe – para um site/portal. 

O profissional deverá ter habilidades de gestão de equipe e administração. Além disso, ter formação acadêmica em Sistemas de Informação é recomendado para quem deseja seguir a carreira de web master. A Quero Bolsa possui ofertas de bolsas de estudo em Sistemas de Informação e pode te auxiliar no primeiro passo para a profissão. 

Web Designer

Como você leu na profissão acima, o web designer pode trabalhar com o web master em uma equipe de criação e desenvolvimento de sites. Por outro lado, a principal função do web designer é atuar em questões referentes à aparência e com a funcionalidade de um website, pensando na navegabilidade e na interação dos usuários. A atuação com sites e peças digitais, características do web designer, podem atender diversas áreas de atuação. 

Basicamente, este profissional pode ser útil para qualquer empresa que tenha um site e visa melhorias e aprimoramentos em seu portal. De outro lado, o web designer deverá ter aptidão aos desafios, resolução de problemas e ser um profissional antenado em Artes. Veja as bolsas de estudo para web designer na Quero Bolsa.

Mais lidas
Últimas notícias