Covid: SP entra em alerta com alta na circulação da variante Delta

De acordo com a prefeitura da capital paulista, há oito novos casos, todos concentrados na zona leste da capital

São Paulo – A Prefeitura de São Paulo confirmou, nesta terça-feira (20/7), oito novos casos e sinalizou intensificação da transmissão comunitária da variante Delta.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, foi feita uma análise direcionada com 60 amostras de testes positivos para o coronavírus nos bairros da Mooca, Belenzinho e Aricanduva, na zona leste da capital, onde foram detectados quatro positivos para a variante. Outros dois casos foram registrados no bairro de Vila Guilherme, também na zona leste, e mais duas ocorrências relacionadas a pacientes internados.

“Vamos seguir medidas de rastreamento, em todos esses casos, para constatar se os pacientes tiveram contato com viajantes”, disse o secretário.

No último dia 14, a prefeitura havia confirmado a transmissão comunitária da nova mutação do vírus. O anúncio veio após o fim das investigações em torno do primeiro paciente que testou positivo para a variante Delta um homem de 45 anos, sem histórico de viagens ou contato com viajantes.

O inquérito, que envolveu cerca de 30 pessoas que tiveram contato com esse paciente, também não identificou contato com indivíduos que estiveram em países onde a variante foi encontrada, como a Índia. Por isso, foi constatada a circulação comunitária, quando não é mais possível rastrear a origem da transmissão.

A cidade de São Paulo terá, até o fim deste mês, 90% da população vacinada com ao menos uma dose, segundo anúncio do prefeito Ricardo Nunes em coletiva de imprensa nesta terça-feira. A transmissão, porém, continua alta, porque apenas 10% da população está totalmente imunizada, o que contribui para a aparição de novas cepas devido à capacidade mutável do vírus, segundo especialistas.

1/16
Máscaras de proteção contra o coronavírus
O uso de máscara é obrigatório em locais fechados
Especialistas apostam que testagem em massa pode ajudar a diminuir o ritmo da pandemia
A recomendação é ficar em casa. Mas, se for sair, use máscara
Resultado dos testes rápidos era divulgado pela internet
Testagem em massa está sendo realizada no DF
Profissionais de saúde trabalham para controlar a pandemia no Brasil e no mundo
Equipe de médicos e enfermeiros aplaude paciente que recebeu alta
Talita Souza Carmo, professora especialista em bioprocessos e fermentação, está na linha de frente do combate à Covid-19
Lugares públicos, como o Metrô-DF, são higienizados preventivamente contra o novo coronavírus
Metrô faz limpeza preventiva contra o novo coronavírus durante a madrugada