*
 

Ao noticiar a morte do apresentador da TV Record Marcelo Rezende, o jornalista Chico Pinheiro quebrou o protocolo de não comentar as reportagens e disse: “Vai deixar saudades”. Chico apresentou o Jornal Nacional ao lado de Monalisa Perrone neste sábado (16/9).

Em uma matéria de aproximadamente dois minutos, a Globo relembrou momentos históricos de quando Marcelo Rezende ainda era da emissora. Um dos casos que marcaram a carreira de Rezende e o jornalismo brasileiro foi o da Favela Naval. Quando era repórter da Rede Globo, Rezende revelou cenas de tortura praticada por policiais militares a moradores de comunidade de São Paulo.

A emissora também citou que o apresentador trabalhou na Band, RedeTV! e na Record, onde ficou famoso pelo “Cidade Alerta”.

Velório
O corpo do jornalista é velado na Assembleia Legislativa de São Paulo desde as 10h deste domingo (17). Fãs foram ao local prestar as últimas homenagens ao lado de amigos e familiares do jornalista.

Marcelo Rezende morreu no fim da tarde de sábado (16), aos 65 anos, em decorrência de um câncer no pâncreas e no fígado. Ele foi internado com uma pneumonia grave no hospital Moriah, zona sul de São Paulo, na última terça-feira (12), após sentir fortes dores. Rezende lutava contra a doença desde maio deste ano. O jornalista deixa cinco filhos e uma neta.

Confira cenas marcantes da vida de Marcelo Rezende

 

 

COMENTE

chico pinheiromarcelo rezende
comunicar erro à redação

Leia mais: Brasil