Casal encontrado morto no Leblon iniciou relação há seis meses

Nathalia Guzzardi contou a sua sócia sobre saída marcada com Mateus Correia na segunda-feira: “Não era sério, mas eles se curtiam”

atualizado 23/06/2021 13:14

Nathalia Guzzardi MarquesReprodução/Facebook

Rio de Janeiro – A nutricionista Nayana Scalabrin, de 30 anos, percebeu que algo de errado havia acontecido com sua sócia, a psicóloga Nathalia Guzzardi, de 30 anos, quando ela não apareceu para trabalhar nesta terça-feira (22). E a agenda de pacientes não chegou a ser desmarcada.

“Ela tinha um senso de responsabilidade muito grande com o trabalho. Era também uma mãe muito dedicada. Jamais deixaria de ligar para saber como estava seu filho”, diz Nayana, que também é madrinha da criança, em entrevista ao Metrópoles. “Fiquei muito preocupada desde o início da manhã (de terça) porque ali percebi que ela havia desaparecido.”

Nathalia foi encontrada morta na noite dessa terça em um apartamento no Leblon. Ao lado dela, dentro do box do banheiro, estava o corpo de Mateus Correia Viana. A polícia investiga a hipótese de vazamento de gás como uma possível causa dos óbitos.

De acordo com sua sócia, Nathalia e Mateus iniciaram um relacionamento há cerca de seis meses. A amiga sabia do encontro agendado entre os dois na última segunda-feira. “Eles eram ficantes. Não era um relacionamento sério. Mas eles se davam bem, eles se curtiam”, conta Nayana.

Ela e Nathalia eram sócias no Espaço Clínico e Terapêutico da Freguesia, na zona oeste carioca.

Assim como os parentes e outros amigos mais próximos, ela foi ficando cada vez mais apreensiva com a falta de notícias a respeito de Nathalia. Até receber a confirmação da morte pouco mais de 24 horas depois.

Vazamento de gás

Peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE), da Polícia Civil do Rio, suspeitam que um vazamento de gás tenha sido a causa da morte do casal .

Não há sinais, segundo a polícia, de que o local foi invadido ou arrombado.

Em nota, os investigadores da Polícia Civil, que estiveram no apartamento na manhã desta quarta-feira (23/6), afirmam que “informações preliminares indicam que a causa das mortes teria sido um vazamento de gás no banheiro onde as vítimas estavam”.

Mais lidas
Últimas notícias